NORUEGA

Ilhas Lofoten

Fevereiro 2018

2.   D I C A S   G E R A I S

C O M O   S E   L O C O M O V E R   P E L A S   I L H A S  :  A L U G U E L   D E   C A R R O  /   E S T R A D A S 

Em Lofoten há apenas uma estrada principal, a E10, que atravessa pontes e túneis desde Å, a cidade mais ao sul, passando por Solvær, no norte, até se conectar de fato à terra norueguesa.

 

As maiores cidades até dispõem de um ônibus público, porém ele não transita nas ruas que derivam da estrada principal e que levam aos locais com cenários mais impressionantes. Além disso, no inverno ele só passa uma ou duas vezes ao dia. Alugar um carro é a única solução prática para se conhecer Lofoten e, nesse caso, existem três opções:

 

  1. Escolher uma locadora em Bodø (dentre a série de empresas comerciais conhecidas internacionalmente), fazer suas compras de supermercado lá e depois dirigir com o carro até a balsa. Apesar de tornar o ferry mais caro, essa é opção mais confortável e, portanto, a escolhida por nós. Optamos pelo aluguel na Avis e pegamos nosso carro no aeroporto de Bodø mesmo, logo que desembarcamos. https://www.avis.de

  2. Pegar o ferry sem carro e alugar em uma empresa comercial na cidade em que você desembarcar. Nesse caso, é recomendável que seja feita uma reserva com antecedência.

  3. Alugar um carro de uma empresa pequena e local, existem algumas por lá. É uma opção mais arriscada mas consideravelmente mais barata.

A respeito da E10, ela percorre mais de 300km por uma rota panorâmica com paisagens de tirar o fôlego. Como esperado, trata-se de uma estrada bem sinalizada e com a manutenção em dia, mesmo nos meses de inverno. Dirigir no Lofoten durante os meses mais frios não deve ser uma preocupação até porque todos os carros de locadoras são fornecidos com pneus de inverno.

O N D E   F I C A R

As coloridas cabanas de madeira das Ilhas Lofoten (Rorbuer, plural ou Rorbu, singular ou Cabin, em inglês) estão mergulhadas na tradição norueguesa, uma vez que, historicamente, já abrigaram os pescadores das ilhas. A pesca ainda é a base da economia local de Lofoten, mas a partir da década de 1960, várias cabanas foram convertidas em acomodações para viajantes. Visitar as Ilhas Lofoten e permanecer em um Rorbu torna a experiência da viagem ainda mais genuína.

 

Para uma ou duas pessoas, se hospedar em um Rorbu pode ser muito caro, mas com um grupo de 4-6 o preço pode ser equivalente a reservar noites em alguns dos poucos albergues da região (pelo menos na época em que pesquisamos nossas acomodações). As cabines são geralmente espaçosas e muito bem equipadas: quartos, cozinha com pratos, talheres etc., banheiro, sala de jantar, Wi-Fi, e elas são quentes e confortáveis ​​no inverno.

Vale mencionar aqui que a oferta de hotéis, hostels e Airbnb's nas ilhas (sejam eles Rorbuer ou não) é relativamente limitada então, principalmente se você desejar se hospedar em uma dessas cabanas, é recomendável que as reservas sejam feitas com bastante antecedência.

 

Sobre a escolha da ilha para hospedagem, cidades maiores como Svolvaer ou Leknes oferecem muitas opções gastronômicas, supermercados e são acessíveis por avião. Em contrapartida, cidades menores como Reine, Hamnøy e Å são muito mais charmosas e pitorescas. A verdade é que as todas as cidades são muito próximas umas das outras então, caso você tenha um tempo mais curto de viagem, pouco importa se ela é mais ao sul ou ao norte. Dirigir distâncias longas durante os dias de estadia pode até ser uma vantagem, significa passar mais tempo rodeada pelas paisagens de Lofoten. Recomendamos qualquer cidade entre Å e Leknes. Já caso você decida ficar mais de uma semana, pode valer a pena reservar duas acomodações diferentes, para que você possa passar metade do seu tempo mais ao sul e a outra metade mais ao norte.


Tentamos nos hospedara em algumas das cabanas Rorbuer mais famosas da região Eliassen Rorbuer, Reine Rorbuer e Sakrisøy Rorbuer. Como não conseguimos vaga, acabamos optando por alugar uma cabana na pequena vila de Reine pelo Airbnb mesmo, existem algumas disponíveis nessa plataforma. Nossa experiência foi ótima, ficamos muito satisfeitos com a essa escolha.

O N D E  C O M E R

Há apenas alguns restaurantes em Lofoten e, em geral, todos costumam ter preços altos. A solução que encontramos (e que mais condizia com o quanto gostaríamos de gastar) foi fazer sanduíches e levar frutas ou biscoitos para “sobreviver” durante o dia. À noite, costumávamos cozinhar na nossa cabine enquanto conversávamos sobre o dia e enquanto esperávamos um bom horário para sair e ir atrás da aurora boreal.

 

Os supermercados costumam estar abertos de segunda a sábado das 10:00h às 17:00h, e você costuma encontrar um a cada 30 quilômetros: Coop in Reine, Bunnpris em Ramberg (o que sempre íamos) e alguns outros em cidades maiores como Leknes ou Svolvaer.

 

Em Bodø (se você alugou seu carro no continente) há uma grande variedade de supermercados abertos todos os dias até às 23 horas. Rema 1000 deveria ser o mais econômico, mas também há o KIWI, Europris, Lidl, Coop e alguns outros.

P Ô R   D O   S O L   E   A U R O R A   B O R E A L

Lofoten fica ao norte do Círculo Ártico - e sua latitude influencia uma série de fenômenos naturais que ocorrem em poucos lugares ao redor do mundo. Influencia na Noite Polar, quando o sol passa um dia inteiro abaixo do horizonte. Influencia no Sol da Meia-Noite, quando o sol permanece no céu por mais de 24 horas. Influencia na surpreendente variação da duração do dia, que aumenta ou diminui uma hora a cada semana entre esses dois extremos. E o melhor de tudo, influencia em nasceres e pores do sol incríveis que duram horas (sim, horas), transformando as cores da terra e do mar a todo instante.

 

No inverno, o prazer visual que as milhares de cores das ilhas Lofoten proporcionam torna-se ainda maior devido a aparição da aurora boreal. Lofoten está situado logo abaixo da aurora oval, um cinturão de luz que circunda os pólos geomagnéticos e, por isso, oferece algumas das melhores chances de ver as tão famosas luzes do norte. Não há muito mistério, é só torcer para que o céu não fique nublado, esperar a escuridão chegar e tentar dirigir para o ponto mais distante possível do clarão das cidades e vilas. Caso as condições sejam favoráveis, muito provavelmente a aurora vai aparecer.

F O R M A S   D E   P A G A M E N T O

Assim como em outros países nórdicos, carregar dinheiro vivo na Noruega tem se tornado cada vez mais incomum entre os locais. Cartões de crédito e débito American Express, Diners Club, Eurocard, Visa and MasterCard são aceitos quase que universalmente para todo tipo de transação, desde hotéis, lojas, restaurantes, barcas até lojas de conveniência nas menores vilas. Dinheiro vivo só é realmente necessário em casos de emergência ou se você desejar usar um táxi ou o ônibus local (o que não é muito comum em uma viagem à Lofoten).

R E C O M E N D A Ç Õ E S   E X T R A S *

Steinbiten

Uma das maiores descobertas da nossa viagem à Lofoten, a Steinbiten é uma pequena loja de arts&crafts localizada na cidade de Ramberg, bem em frente ao supermercado Bunnpris. Além de a curadoria da loja ser bem legal, com produtos noruegueses (algumas vezes de artistas locais), os donos da loja Maria e Karl são duas das pessoas mais simpáticas e acolhedoras que conhecemos ao longo dos nossos dias de viagem. Eles nasceram e cresceram nas ilhas e nos deram várias dicas de passeios legais. Como se não bastasse, os dois ainda oferecem café de graça pra todos que passam por lá. A Steinbiten entrou pra nossa lista de paradas obrigatórias em Lofoten. @steinbiten_ramberg

Restaurante Underhuset no Sakrisøy Rorbuer

Situado na ilha de Sakrisøy, o Underhuset é um restaurante de comida tradicional norueguesa que serve pratos com frutos do mar locais. Escolhemos provar o tão famoso bacalhau que representa a base da economia da região e é servido fresco, estava super gostoso. O restaurante em si é bem charmoso -  um edifício histórico restaurado, antes utilizado para pesca, com as paredes e pisos originais em madeira. De dia você consegue ter uma linda vista do lago e de noite, o ambiente fica ainda mais aconchegante à luz de velas. @sakrisoyrorbuer

Lofoten Apartments

Pra quem vai passar um período mais longo em Lofoten e deseja se hospedar com bastante conforto, vale pesquisar sobre o Lofoten Apartments. Demos de cara com essa opção de estadia enquanto pesquisávamos sobre acomodação nas ilhas e achamos bastante interessante, apesar de não atender nossas necessidades na época. @lofotenapartments

© 2018 - [de] Malas Por Aí 

Todos Direitos Reservados